quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Tonari no Totoro + II

Bom gente gostaria de estar comentando com vcs sobre esse filme, ele é muito lindo, sabe parece que vc volta a sua infância, eu pelo menos me senti assimm a história é encantadora, faz com que a gente possa imaginar, fluir naquela história envolvente, bom, já tem um tempinho que eu assisti, mais estou contando a vocês hoje, e indicando especialmente a vcs, pois vale a pena ver!

Sobre o Filme: 
«Tonari no Totoro» contém uma narrativa simples, quase linear, onde o conflito é praticamente inexistente ou, pelo menos, insignificante. Não há “mal” em lado algum. Temos duas menininhas preocupadas com a mãe doente, no hospital, algumas birras e a mais pequena que se perde. É um filme sobretudo para desfrutar visualmente, acompanhando a visita guiada em que as manas são levadas por Totoro e pelos seus amigos, pelo bosque e pelos seus sítios secretos, a espera numa paragem de autocarro por um meio de transporte muito invulgar – peludo e com imensas pernas –, numa cena à chuva meio surreal. Em toda a sua simplicidade narrativa, a obra de Miyazaki consegue revelar-se emotiva em alguns momentos, constituindo um verdadeiro deleite para os sentidos. A animação é refinada e a “representação” das personagens é perfeita.
Inspirado em imagens da própria infância de Miyazaki – cuja mãe esteve internada num hospital com tuberculose – e com a influência de obras como “Alice no País da Maravilhas” de Lewis Carroll (o gato, a invisibilidade das criaturas, a toca...), «Tonari no Totoro» é uma viagem deslumbrante ao mundo das crianças, onde o real por vezes se confunde com as memórias de sonhos a que nunca conseguiremos voltar. A atmosfera e a magia do filme é, em grande parte, enaltecida pela excelente música de Hisaishi Jo e há também que referir que as canções são mesmo muito bonitas (só é pena não estarem legendadas nesta edição).
A criatura que se tornou o símbolo do Studio Ghibli é um dos objectos de marketting mais rentáveis de sempre. Depois da estreia do filme – com resultados de bilheteira que não foram propriamente memoráveis – houve alguma resistência em permitir a criação e distribuição de bonecos de peluche, mas, quando tal finalmente sucedeu, no início dos anos 90, o sucesso de vendas foi esmagador e os resultados financeiros praticamente suficientes para sustentar o estúdio. 
Fonte:asia.cinedie 
Assista aqui:animalog
Bom gente vamos as outras coisas, eu hoje fiz prova de geografia e até estava facil, espero ir bem, e agorinha estava vendo temas para Mozila e encontrei alguns que gostei e quero dividir com vcs ^^,
Zero 1
Zero 2
2NE1
2NE1 2
2NE1 3 
DARA
Então é isso, depois termino de contar a vcs mais novidades, desejo a todas uma tarde maravilhosa, e fiquem com o trechinho do nosso livro, quando me amei de verdade...eu cometi um pequeno errinho e pulei um trecho do livro, então coloquei ele agora, e para ñ faser confusão estamos na página 24.
Quando me amei de verdade,
partes minhas que eu
ignorava desistiram de
disputar minha atenção.
Foi o início da paz interior.
Comecei então a ver tudo
mais claro.
.BJS DA TIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário